Game brasiliense retrata temática histórica baseada na escravidão

Game brasiliense retrata temática histórica baseada na escravidão


Uma época de injustiças, mas também de resiliência e força. Baseado no contexto histórico do ano de 1826, a Uruca Game Studio criou o game Mandinga: A Tale of Banzo, inspirado no período da escravidão. O jogo teve como base o período do Brasil imperial, marcado pelo regime escravocrata.

Ambientado na Bahia, o jogo acompanha a saga de dois africanos em situação de escravidão que lutam para sobreviver, fugir das atrocidades impostas pelo sistema e encontrar o Quilombo do Urubu, lugar onde os fugitivos poderiam encontrar segurança e esperança de uma nova vida.

Desenvolvido por Philippe Lepletier, o roteiro foi inspirado na ideia original do mestre em História Suâmi Abdalla-Santos, quem teve o cuidado de recriar o contexto histórico da narrativa. O jogo aborda sobre a distinção entre os negros escravizados, pois tinham culturas, línguas e crenças diversas, fato muitas vezes desconhecido pelos brasileiros. Muitas vezes, essas diferenças se refletiam na distinção de tratamento em que uns ocupavam postos de serviços menos penosos que outros.

Começamos a gostar de contar essas histórias escondidas da cultura brasileira. Histórias que são ensinadas para a gente nas escolas, mas que não ganham reforços na mídia pop de hoje em dia e acabam se perdendo, se esquecendo. Mandinga é um game que traz informação e reforça a cultura brasileira, trazendo a memória para que as pessoas se recordem das nossas raízes. Queremos que o jogo toque as pessoas nesse sentido, de fazer elas conhecerem, se identificarem e defenderem a história cultural do Brasil

Philippe Lepletier.

A ideia da criação de Mandinga: A Tale of Banzo teve início no começo de 2018, mas o desenvolvimento completo do jogo se deu em dois anos. A equipe foi formada por seis profissionais que trabalharam à distância. O game foi feito com patrocínio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF) e já está disponível para compra por meio da plataforma Steam.

Ficha técnica de ​Mandinga – A Tale of Banzo

Philippe Alves Lepletier: Diretor de Projeto e Game Designer
Lahiri Abdalla: Roteirista
Arlam Júnior: Músico
Diego Pablo Alves Rodrigues: Programador
Thiago André Araújo dos Santos: Artista

Redação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *