Da Gabriela para o Mandela: Mc Kekel cria identidade com funk romântico

Da Gabriela para o Mandela: Mc Kekel cria identidade com funk romântico

Keldson William, mais conhecido como Mc Kekel, conquistou seu espaço no funk cantando sua realidade. Hoje, com uma pegada mais romântica e cadenciada, o cantor conseguiu atingir outros públicos, inclusive o infantil, principalmente após a explosão do hit Namorar pra quê e Amor de Verdade, ao lado de Mc Rita, em 2018. 

Parcerias de sucesso não faltam na carreira. Lucas Lucco, Luan Santana e Wesley Safadão entre outros procuraram o funkeiro para participações inéditas. Até colaboração internacional, ao lado da dupla de reggaeton Jowell & Randy, na canção Louca Demais, fez com que fosse notado pela Billboard americana. 

Natural de Guaianases, bairro da grande São Paulo, Kekel não nega as origens. Compositor nato, o funkeiro conta que o funk começou como uma brincadeira de criança. “Eu sempre tive a música na minha família e depois que a minha mãe faleceu eu comecei a levar a sério.”

Com mais de 1 bilhão de visualizações em seus vídeos no YouTube, atualmente, cerca de noventa por cento das músicas lançadas são composição própria. Ele conta que a criatividade vem na hora, depende do momento que está vivendo. 

Eu sempre quis transparecer aquilo que a gente vive mesmo. Acho que música é sentimento. É aquilo que você viveu ou é aquilo que escutou de alguém vivendo. Comecei a compor assim.

Mc Kekel

Muito se via e instigava a competição entre cantores, produtores e até os estilos do funk, carioca e paulista. Há pouco, começou-se a falar sobre união dos artistas do gênero. Colocadas como rivais na mídia, por exemplo, estava Anitta, Lexa e Ludmilla que hoje trabalham juntas com frequência. Como também dentre produtores que também agenciam seus artistas, por exemplo, Kondzilla, Hitmaker, GR6.

É bom a gente mostrar que existe amizade além do trabalho. As pessoas acham que os artistas são desunidos, mas não são. A gente conversa, além do trabalho, somos seres humanos também. 

Mc Kekel

Confira entrevista na íntegra:

Luísa Ágnes

Jornalista de 24 anos apaixonada por cultura pop e pelo setor criativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *